Quando a hora chega

Quando a Hora Chega

por Pedro Moreno

Terminado o processo de herança,

com toda a briga já acabada,

era a hora da bonança

a vaca, por fim, se desatolara

Mas de tudo que havia de mais rico,

a tia de tão velha perdera o bom espírito,

e para sua cunhada apenas sobrara

uma casa antiga e mal cuidada

Cujo valor se perdera no tempo

O quê só lhe dava angústia, desespero.

E o pior ninguém nem imaginava

Que por trás da casa estava

uma antiga maldição horrível,

tão ancestral, tão sofrível

permanecia escondida no porão

algo que matara nesta terra o antigo Barão,

mas supersticiosos são os fracos

que não sabem ver os fatos

talvez estivesse errado o Bardo,

nossa “vã filosofia” seja apenas um fardo

e entre o Céu e a Terra não há nada.

Com esse pensamento se encheu a cunhada

Pôs-se a descarregar sua mudança

com pressa e com ânsia

de que tudo acabasse rápido, ligeiro

sua reforma abrangeria o terreno inteiro

então poderia dizer em sua solidão:

“Sua casa era a mais bonita da região”.

Mas no meio das trevas se contorcia o horror,

criatura medonha que inspirava terror

com sua mandíbula de dentes enormes

usados apenas para motivos torpes.

De suas vítimas drenava toda a essência vital

e assim continuava um ser imortal.

Assombrando o sonho de crianças

amedrontando-as por toda a infância.

Assim pulava de vítima em vítima

acabando com essa existência ínfima.

Então a mulher ouviu barulho estranho,

algo soturno um tanto medonho,

pôs-se rápido a descer a escada,

em sua mão apenas uma adaga.

Quando chegou ao fim do degrau

pode enfim contemplar todo o mal,

o sugador de sangue ataca sem hesitar

e a mulher mal conseguiu gritar.

Podia correr podia chorar

o destino não se pode mudar

ela sabe com a absoluta e tangível certeza

Não se pode fazer nada quando a hora chega.

Notas do autor

Sinceramente nunca fui fã de poesia, mas O Corvo, de Edgar Allan Poe sempre me cativou e encarei o desafio de tentar escrever esses versos. Quando a hora chega foi publicado originalmente em 09/08/2009, revisado e alterado no dia 19/09/2014.